Qual a Pedra Ideal Para Revestir ao redor da Piscina?

Para revestir a área da piscina, tanto ao redor dela quanto a borda, o revestimento deve ter duas características básicas para garantir o conforto e a segurança: ser atérmica, ou seja, não reter calor e ser antiderrapante, para que não aconteçam acidentes em dias de lazer.

Ser atérmico significa que ele não pode ser de um material que absorva muito calor, pois a área da piscina normalmente fica em contato direto com o sol, e se o piso ficar muito quente pode queimar os pés.

Ser antiderrapante significa que ele não pode ser muito liso, como pisos polidos e com pouca textura, para que não fique escorregadio quando estiver molhado.

E claro também, inclusive, que tem que ser um piso que possa ser molhado.

Essas características são encontradas na Pedra São Tomé:

Atérmica: a pedra são tomé tem baixa capacidade de absorver calor, o que torna uma excelente opção para áreas externas, já que o piso tende a esquentar menos, deixando o ambiente mais fresco.

Antiderrapante:  a superfície é regular e lisa mas com aspereza suficiente para produzir o efeito resistente ao escorregamento, o que permite que a pedra seja utilizada em locais molhados, sem o risco de ficar escorregadios.

Absorvente: a água é absorvida rapidamente pela pedra, tornando o ambiente menos escorregadio.